A avaliação institucional é um processo contínuo de pesquisa e comunicação que visa essencialmente a subsidiar a instituição na reflexão e aprimoramento de sua atuação, conforme a missão e objetivos impostos.

 

As propostas desse processo na Universidade Cruzeiro do Sul foram previstas e implantadas no processo de seu reconhecimento em 1992, demonstrando, desde então, a preocupação da instituição em manter seu exercício de qualidade.

 

O processo de avaliação visa a identificar fatores que interferem positiva ou negativamente no desempenho da instituição, fornecendo subsídios para a compreensão da sua realidade e favorecendo a gestão acadêmico-administrativa. Quem conduz o processo é a Comissão Própria de Avaliação (CPA), composta por representantes de alunos, professores, profissionais técnico-administrativos e representantes da sociedade civil. A ação prevê ações avaliativas que contemplam as abordagens de pesquisas, tanto quantitativas como qualitativas. Na primeira abordagem, os dados são obtidos por meio de instrumentos avaliativos com questões objetivas e pontuais (questionários e levantamentos de dados) que são complementados pelas ações de abordagem qualitativa com espaços para manifestações (entrevistas, questões abertas, câmaras de avaliação de curso, etc.).

 

Em 14 anos de exercício, a universidade consolidou sua cultura em auto-avaliação e pode vivenciar com segurança o Sinaes – Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, implantado pela Lei nº 10.861/2004.

 

O Sinaes é mais que um sistema. É uma política de governo voltada à avaliação da educação superior, que coloca a avaliação institucional no centro do processo avaliativo e abrange todas as Instituições de Ensino Superior do País. As produções da CPA, bem como os resultados das avaliações, estão disponíveis para consulta, em documentos e CD-ROM nas bibliotecas dos campi da universidade e também acessíveis no site.