Notícias

Realizada a defesa de tese de Suzete Borelli, aluna do doutorado em Ensino Ciências da Matemática.


15
agosto 2019

Na sexta-feira, 9 de agosto de 2019, ocorreu a defesa de doutorado de Suzete de Souza Borelli, aluna do doutorado em Ensino e Ciências da Matemática, orientada pela Profa. Dra. Edda Curi, da Universidade Cruzeiro do Sul, intitulado: “Estudos de aula na formação de professores de matemática em turmas de sétimo ano do ensino fundamental que ensinam números inteiros ”.

O trabalho teve como um dos objetivos verificar que contribuições o Estudo de Aula, metodologia formativa, traz para o desenvolvimento profissionais de professores que ensinam números inteiros, uma vez que ela parte das necessidades vivenciadas na prática e busca elementos que permitam compreender e encaminhar as dificuldades de aprendizagem dos alunos desse ano de escolaridade.

Na banca estavam presentes: Prof. Dra. Edda Curi, Prof. Dr. Luiz Henrique Amaral, Prof. Dr. Wagner Barbosa de Lima Palanch, Prof. Dr., Ruy Cesar Pietropaolo e Prof. Dr. Vinicio de Macedo Santos.

A doutoranda Suzete de Souza Borelli contou um pouco sobre sua pesquisa e do quanto foi gratificante ver os efeitos de seu trabalho na ampliação dos conhecimentos docente dos professores e na aprendizagem dos alunos já que não houveram casos de recuperação dentre os alunos que participaram do projeto. Ela também conta que um de seus desejos é que este estudo se torne uma política pública de formação. “Essa metodologia de formação poderia ser utilizada pelos sistemas de educação. Meu sonho é que este trabalho saia do papel e ocupe o chão da escola”, afirmou.

A tese também contou inicialmente com a orientação da Profa.Dra. Celia Carolino, que atuou como docente de Matemática na Educação Básica da rede pública do Estado de São Paulo e, desde 1980, atuava no Ensino Superior, em instituições como a PUC/SP, Universidade Cruzeiro do Sul e Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Foi presidente da SBEM de 2001 a 2004 e Presidente da Federação Iberoamericana de Educação Matemática entre 2003 e 2004 e desenvolveu importantes pesquisas sobre Currículos de Matemática e Formação de professores; a professora faleceu em maio de 2017 deixando um legado incrível, incluído sua última orientação. “A professora Célia faz as primeiras orientações e depois a professora Edda deu continuidade”, conta Suzete.

Além dos professores e alunos, também estavam presentes os familiares de nossa estimada professora Celia. A doutoranda Suzete se manteve contida durante o período de explicação, até o momento de seus agradecimentos, onde seu olhar falou além das próprias palavras: “Eu jurei que não ia me emocionar, mas agradeço a professora Célia por fazer parte de tudo isto”.

Momentos como estes nos trazem reflexões importantes, seja sobre a brevidade da vida ou sobre o quanto a pesquisa acadêmica pode ser frutífera; muitos foram os que partiram e deixaram um legado de sabedoria e conhecimento para o próximo.

“A porta não foi aberta. A luz não foi acesa. A sala ficou vazia.
Os livros não foram organizados, o datashow não foi ligado.
As anotações não foram feitas, as histórias que foram tantas…
Pesquisas e estudos: deixados de herança.

A professora não pode vir mas de alguma forma estava aqui.
Seja na memória cheia de ternura, seja na inteligência, seja na doçura.
Na emoção dos olhares presentes, na lágrima contida.
Na lembrança de quem a conheceu, e nessa brevidade que chamamos de vida. ”