Apresentação


Depois do VII Seminário Ibero-americano CTS (VII SIACTS)  que aconteceu em Valencia (Espanha), teremos o prazer de sediar, na cidade de São Paulo, o VIII Seminário Ibero-americano CTS (VIII SIACTS). Nesta edição, que acontecerá em novembro de 2022, o seminário será totalmente virtual para possibilitar a audiência em outros locais do Brasil e do mundo.

 

O tema geral escolhido foi “Interações CTS: Impactos Sobre o Ambiente, a Saúde e a Educação”. Com este tema proposto pretendemos abrir a discussão para o contexto social em que estamos vivendo, assim como discussões pertinentes relacionadas ao processo de ensino e aprendizagem de Ciências (em especial o currículo e a formação de professores), valorizando o meio ambiente, a sustentabilidade e a saúde, em diversos contextos.

 

Este objetivo será buscado por meio do debate, da reflexão e de propostas, a partir das contribuições e pesquisas desenvolvidas pelos participantes nas suas equipes e projetos acadêmicos. O intercâmbio científico favorecido pela proximidade das línguas ibero-americanas constituirá um enriquecimento do Seminário, organizado para impulsionar uma Educação em Ciências de qualidade, orientada para a literacia científica crítica dos alunos.

 

 

VIII Seminário Ibero-americano CTS (VIII SIACTS)


VIII Seminário Ibero-americano CTS (VIII SIACTS)22 a 24 de novembro de 2022

 

Em novembro de 2022, com sede na cidade de São Paulo, na Universidade Cruzeiro do Sul, teremos o VIII Seminário Ibero-americano CTS (VIII SIACTS), denominado Interações CTS: Impactos sobre o Ambiente, a Saúde e a Educação.

 

Até 2008, os seminários denominaram-se ibéricos por envolverem Portugal e Espanha na organização e realização, alternadamente, em ambos os países. Durante a sua quarta edição, em 2006, no seminário que decorreu na Universidade de Málaga (Espanha), decidiu-se que o V Seminário Ibérico, que se realizaria em Aveiro (Portugal) em 2008, passaria a denominar-se I Seminário Ibero-americano CTS, dada a crescente e relevante participação de investigadores da América Latina.

 

Os eventos continuaram a ocorrer a cada dois anos, alternadamente entre Europa e América Latina. Assim, o II Seminário Ibero-americano (II SIACTS), em 2010, foi o primeiro a ter lugar na América Latina, na Universidade de Brasília (Brasil). O III SIACTS realizou-se em Madrid (Espanha), o IV SIACTS em Bogotá (Colômbia), o V em Aveiro (Portugal), o VI em Buenos Aires (Argentina) e, mais recentemente, em 2020, o VII ocorreu em Valência (Espanha).

 

Um marco importante na evolução e organização dos seminários, assim como do próprio campo CTS, ocorreu com a criação da Associação Ibero-americana CTS na Educação em Ciências (AIA-CTS http://aia-cts.web.ua.pt) e a eleição dos seus órgãos sociais em 2012, com representantes de Portugal, Espanha, Colômbia, Argentina e Brasil. Desde esse momento, a Associação passou a ser coorganizadora dos seminários juntamente com a instituição anfitriã.

 

O VIII Seminário CTS, como nas edições precedentes, constitui-se como lugar de encontro e debate acadêmico no campo das interações Ciência, Tecnologia, Sociedade, desta vez com foco na educação em ciências, no ambiente e na saúde, centrando-se no papel da investigação e da inovação como forma de contribuir para uma educação de qualidade, promovendo uma imersão na cultura científica em todos os seus âmbitos.

 

Destacamos a importância de o seminário voltar a ter como sede uma universidade da América Latina, o que demostra as diversas ramificações e a importância dada a cada país e continente onde há membros da associação. Acreditamos que a cooperação acadêmica tem se mostrado de grande importância nestes momentos de pandemia provocada pela Covid-19 e nunca, em nenhum outro momento da história, o conceito de coletividade tem se mostrado tão forte, não só em questões de educação em ciência, do ambiente, sustentabilidade e de saúde pública, como nos contextos de pesquisa e ações que tentem resgatar uma sociedade acometida pela pandemia.

 

É muito importante discutir, à luz das pesquisas científicas, como podemos desenvolver ações e projetos que visem o ensino de ciências e, com esta premissa, desejamos que o encontro, sediado numa das metrópoles mais populosas da América Latina impulsione outros rumos de pesquisa para a educação em ciências de qualidade e democrática.

 

FAÇA SUA INSCRIÇÃO AQUI

Temas


Com os eixos temáticos selecionados para este VIII SIACTS, pretende-se abordar, a partir da perspectiva CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade), questões específicas do ensino das ciências na perspectiva de formação de professores, assim como os impactos sobre o ambiente, a saúde e a educação.

 

Temas do VIII SIACTS:

 

 1 – CTS e Formação de Professores

2 – CTSA e Sustentabilidade

3 – CTS e Currículo

4 – Investigação e Práticas em Educação CTS

5 – Políticas, Gestão e Avaliação em CTS

6 – CTS em Tempos de Pandemia

 

 

Contribuições


As contribuições podem ser de quatro tipos:

 

– Comunicação oral
– Comunicação em pôster
– Oficina
– Simpósio
– Comunicação oral, pôster, oficina ou simpósio

 

O texto do resumo expandido da comunicação oral, pôster (cartaz), oficina ou simpósio será avaliado pela comissão científica, tendo em conta a qualidade científica e originalidade do seu conteúdo no campo CTS e deve ter, para aceitação, o seguinte formato: link

 

A comissão científica reserva-se o direito de decidir o formato final da apresentação em função do número de comunicações recebidas e da sua adequação ao programa científico.

 

Para a apresentação no Seminário de qualquer destes trabalhos é requisito obrigatório que no mínimo uma das pessoas autoras figure como inscrita no Seminário e que tenha pago as tachas correspondentes dentro dos prazos estabelecidos.

 

Normas gerais para os resumos expandidos (comunicação oral, pôster, oficina ou simpósio)

 

– Extensão máxima: 7500 caracteres (incluindo espaços).

– Informações obrigatórias (consultar os modelos): título, eixo temático em que o trabalho é classificado, conteúdo da comunicação na forma de resumo.

– O resumo deve conter o problema, uma breve referência teórica, a metodologia, os resultados, as conclusões e as referências bibliográficas.

– A avaliação será feita por pares anônimos. O manuscrito não deve conter informações que permitam a identificação dos autores. 

 

Comunicação oral

 

O tempo para apresentação de cada comunicação oral, bem como o dia, local e hora da apresentação no programa final serão comunicados com bastante antecedência. 

 

Comunicação em pôster

 

Os pôsteres terão orientação vertical, sendo o seu tamanho DIN A-1 (59.4×84.1cm).

 

Oficina

 

A duração e outros detalhes (dia, local e hora) das oficinas serão comunicados com bastante antecedência, após a avaliação das propostas, tendo em consideração as informações fornecidas pelos autores, de acordo com o modelo.

 

Simpósio

 

O tempo para apresentação de cada simpósio (de acordo com o número máximo de comunicações que deverão ser agrupadas por tema), bem como o dia, local e hora da apresentação no programa final, serão comunicados com bastante antecedência.