Impacto Acadêmico e Social


O Programa, do ponto de vista de inserção social, possui forte relacionamento com a rede pública de ensino, tanto em nível de Secretarias de Educação (Municipal e Estadual) quanto de Diretorias de Ensino (DEs), desenvolvendo atividades de: assessoria, desenvolvimento de material didático, capacitação de professores da rede, divulgação científica (Projeto Planetário Móvel Cruzeiro do Sul e Projeto Observando o Céu na Escola), desenvolvimento de objetos de aprendizagem (Apoio SEED/MEC), orientação curricular e organização de eventos com vistas ao atendimento dos professores da rede pública.

 

De grande repercussão na mídia (Revista Veja, Folha de São Paulo, Estadão e outros), o Planetário Móvel Cruzeiro do Sul atua diretamente nas escolas da rede pública, levando à professores, alunos e comunidade sessões e palestras com vistas à divulgação científica. Atualmente, na cidade de São Paulo, apenas o Planetário do Ibirapuera (Fixo) e Planetário Cruzeiro do Sul (Móvel) estão em funcionamento.

 

Cadernos de Apoio e Aprendizagem de Matemática desenvolvidos por mestrandos do Programa sob a orientação da Profa. Dra Edda Curi têm forte inserção social, uma vez que estão sendo usados por todos os alunos da rede pública municipal de São Paulo.

 

Projeto de Pesquisa intitulado: PROVA BRASIL DE MATEMÁTICA: REVELAÇÕES E POSSIBILIDADES DE AVANÇOS NOS SABERES DE ALUNOS DE 4ª SÉRIE/5º ANO E INDICATIVOS PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES, aprovado no âmbito do Programa Observatório da Educação/ CAPES, Edital 2010, tem inserção social na medida em que envolve alunos do Curso de Graduação, professores de escolas públicas estaduais e municipais.

 

Projetos de formação que envolveram cerca de 200 professores de Ciências, 250 professores de Matemática e 200 professores da EJA, o que permitiu a aplicação das pesquisas desenvolvidas no programa, a transferência e a socialização do conhecimento gerado a 500 escolas da rede municipal, e por conta disso a participação de cerca de 150.000 alunos (considerando-se a média de 30 alunos por sala e dez salas em cada escola).

 

Projeto financiado pela FAPESP em parceria com a PUC-SP tem inserção social nas escolas da rede municipal por envolver 52 escolas seus respectivos professores e alunos.

Impacto Acadêmico e Social